5º COESÃO E COERÊNCIA ~ Redação Brasileira

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

5º COESÃO E COERÊNCIA


Coesão e coerência
Um texto coeso é o que se apresenta bem conectado entre suas partes. Um texto coerente é o que se apresenta adequado e verossímil em suas informações.
Mecanismo de coesão.
 Há vários elementos no idioma que permitem o mecanismo de coesão
a)  Emprego adequado de tempos e modos verbais.
b)  Emprego adequado de pronomes, conjunções, preposições, artigos.
c)  Emprego adequado de construções pro coordenação e subordinação.
d)  Emprego adequado dos discursos direto, indireto, indireto livre.
e)  Emprego adequado de vocabulário (coesão lexical).
Quebra de coesão textual
São vários os fatores que podem contribuir para a ruptura da coesão textual: regência incorreta, concordância incorreta, frases inacabadas, anacoluto, inadequação ou ambigüidade no emprego de pronomes etc.
Coerência textual
A coerência de um texto está ligada:
a) À sua organização como um todo, em que devem estar delimitados os inícios, o meio e o fim:
b) À adequação da linguagem ao tipo de texto.
Textos técnicos ou científicos,por exemplo, têm a sua coerência fundamentada nas comprovações, na apresentação de estatísticas, no relato de experiências etc.
Incoerência textual
A falta de coerência acontece quando:
a) Não há concatenação ou argumentação:
b) Não há verossimilhança (semelhança com o possível).
Feitas considerações, chegam a uma classificação em termos de função que exercem os mecanismos na construção do texto e não de classes de palavras, de léxico etc.
Assim, proponho três tipos de coesão:
Referencial
Recorrencial
Seqüencial
Há certos itens na língua que tem a função de estabelecer referência, isto é, não interpretados semanticamente por seu sentido próprio, mas faz referência a alguma coisa necessária a sua interpretação.
 A referência constituiu um primeiro grau de abstração: o leitor relaciona determinado signo a um objeto tal como ele o percebe dentro da cultura em que vive.
A coesão referencial pode ser obtida por substituição e a reiteração.
Substituição:
Tenho um automóvel. Ele é verde.
Reiteração:
A reiteração é a repetição de expressões no texto (os elementos repetidos têm a mesma referência).
Exemplo:
O fogo acabou com tudo. A casa estava destruída. Da casa não sobrara nada.
A coesão recorrencial se dá quando, apesar de haver retomado de estruturas, itens ou sentenças, o fluxo informacional caminha, progride: tem, então, por função levar adiante o discurso.
Exemplo Irene preta.
Irene boa.
Irene sempre de bom humor.
Obs: não deve confundir recorrência com reiteração.
 A recorrência tem por função, repito, assinalar que a informação progride; e a reiteração trem por função assinalar que a informação já é conhecida (dada) e mantida.
Constituem casos de coesão recorrencial: recorrência de termos; paralelismo (= recorrência semântica); recursos fonológicos segmentais e supra-segmentais e supra-segmentais.
A coesão seqüencial se dá em fazer caminhar o fluxo informacional. Diferem dos de recorrência, por não haver neles retomada de itens, sentenças ou estruturas.
Podem ocorrer por seqüenciação temporal e por conexão.

0 comentários:

Postar um comentário